MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2016: 1179978
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Utilizando o Hyper-V Replica Parte I–Vantagens e Primeira Réplica

O segundo artigo sobre Hyper-V Replica abordando RPO e RTO esta disponivel em http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Utilizando-o-Hyper-V-Replica-Boas-Praticas-para-RTO-e-RPO.aspx

Apesar de muito noticiado como novidade no Windows Server 2012, o Hyper-V Replica não está sendo tão utilizado pelos profissionais de TI como esperado. Muito provavelmente temos o desconhecimento e a restrição a ser uma nova tecnologia, o que é natural.

Porem, uma das formas hoje usadas para réplica de VMs e que no Hyper-V criam diversos problemas é a réplica de storage, ou seja, a replicação que ocorre entre os storages em casos de datacenter de redundância (DR).

A tabela abaixo mostra alguns motivos pelo qual Hyper-V Replica é melhor opção a réplica de storage:

Storage

Hyper-V Replica

Performance da Réplica

Performance da cópia usa algoritmos dedicados de compressão

Boa performance, só replica alterações no VHDX, Windows 2012 R2 oferece compressão
Consistência Assegura consistência na réplica

Replica baseada em NTFS, permitindo ativo/passivo e Live Migration

RPO

Permite a réplica em agendamentos regulares ou contínuos Permite agendar a primeira réplica, as atualizações são a cada 5 minutos no Windows 2012 RTM e 30 segundos, 5 minutos ou 15 minutos no Windows 2012 R2

RTO

Necessita que os discos sejam ativados e os hosts Hyper-V inicializados Imediatamente os hosts ativam as VMs no DR
Replica de Novas VMs É necessário criar manualmente no site DR Replica qualquer alteração no XML da VM

Admin Tools

Storage console

Console do Cluster/Hyper-V

Nivel de Especialização Conceitos de Storage geral e do fabricante

Hyper-V e Microsoft Cluster

Cancelamento da Réplica Permite cancelar réplica de uma LUN Permite cancelar a réplica apenas de uma VM ou até mesmo um VHDX
Inversão Necessário reconfigurar a réplica Permite a inversão em modo gráfico

Cluster Mode

Ativo/Passivo Ativo/Ativo
Ação de Recover Recriar/Reiniciar os algoritmos de réplica Menu de contexto para reiniciar ou inverter

O maior problema da réplica de storage para Hyper-V é que a LUN replicada no site DR está offline. Sendo assim, não dá para alterar ou mesmo ver no Hyper-V as VMs no site DR, uma vez que a LUN não está acessivel e só pode ficar no momento de uma virada de operação.

Já o Hyper-V Replica permite inverter as VMs sem qualquer passo adicional, incluindo a reversão (inverter primário com secundário). Porem, iremos falar disso em outro post. Vamos focar no momento da primeira réplica.

Existem duas formas de a primeira réplica ser realizada sem utilizar o link entre os sites do exemplo abaixo:

image

A primeira forma é fazer local a configuração do Hyper-V Replica e esperar o secundário ter todas as VMs prontas.

Este método tem a desvantagem da montagem do storage e servidores em dois momentos, o que pode encarecer o serviço e em muitos casos não haver espaço ou recursos de energia elétrica suficientes.

A outra forma é fazer isso por usar o próprio wizard do Hyper-V Replica escolhendo exportar a VM.

Para isso, ao configurar a réplica de uma VM escolha a opção "Send initial copy using external media” e defina um local para exportar os arquivos como abaixo:

image

O passo seguinte é importar a VM no host onde ela foi criada. Note que a VM é criada no final do wizard acima no host destino, mas sem os arquivos e sem ativar a réplica:

Imagem1

Escolha a localização criada pelo wizard e aguarde a importação:

Imagem3

Completado este item no servidor destino o status estará Warning e no servidor de origem Normal indicando que está ok.

Imagem4

O próximo passo é clicar no servidor de origem na VM e usar a opção Resume Replica para que ele inicie a cópia de sincronização.

Uma dica importante é que o Hyper-V Replica funciona criando um snapshot e enviando o arquivo de snapshot da origem para o destino, portanto não demore muito tempo para fazer a sincronização inicial pois poderá ter problemas de espaço e performance por conta do uso de um disco diferencial do snapshot.

Nos próximos posts iremos abordar melhores configurações e como montar um ambiente de Hyper-V Replica.

Posted: jan 18 2014, 11:39 by msincic | Comentários (3) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Comentários (3) -

André Novello said:

Com certeza vai melhorar muito ainda esse Réplica, mas já está ótimo. Claro que temos o Cluster que pode assumir quando a problemas de uma máquina, mas o Réplica também deveria ligar automaticamente. É que vai muito do conceito utilizado e isso que tem que ser compreendido do porque usar replica ou cluster, no caso do réplica sendo geograficamente separado/ou não também. Mas muito me encuca a questão sobre: E se der erro no primário, replica o erro pro segundo? Mas ótimo post, gosto dessas informações.

# setembro 30 2013, 11:43

msincic said:

Com certeza há muito a evoluir, mas já é uma tecnologia que veio para ajudar e muito!

# setembro 30 2013, 19:02

rafael said:

Show de bola, ótimo conteúdo

# fevereiro 10 2014, 12:54
Os comentários estão fechados
Login