MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Lançamento da Campanha Windows Server League

A Microsoft está com uma iniciativa de divulgação do Windows Server 2012 que incluirá um time de 10 especialistas, a Windows Server League.

Cada um dos 10 especialistas possui experiência em um campo diferente e com um perfil profissional específico. Será muito útil para a comunidade técnica conhecer estes perfis conforme forem divulgados e saber a especialidade e foco de cada um.

Fui um dos escolhidos para fazer parte dessa iniciativa, o que me deixou muito contente em poder contribuir e contar com o apoio na divulgação do conteúdo. Como trabalho com servidores, e nos últimos anos me especializei em atendimento à clientes corporativos, irei focar em virtualização e clusterização com Windows Server 2012.

Fique atento e aproveite a oportunidade para trocar experiências com esse time de profissionais e aprender mais sobre do que o Windows Server é capaz e pode oferecer de benefícios para você e seu negócio.

selo_social_footer.jpg

Posted: dez 10 2012, 00:01 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under:

Gravação do Webcast “Utilizando o DPM 2012 de forma eficiente”

image

Ontem realizei o webcast para o MVP IT Show Cast (mvpitshowcast.wordpress.com) sobre System Center Data Protection Manager 2012.

O evento contou com boa participação e fizemos diversos exercicios como:

  • Conceitos e definições gerais
  • Conceito de backups Long-term, Short-term e VTL
  • Criando e Administrando agentes, Protection Groups e Windows Azure backups
  • Monitorando os jobs de backup
  • Restauração de dados
  • Utilização de tapes eficiente

Para quem não pode assistir e quiser ver a gravação, acesse:

https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?culture=pt-BR&EventID=1032528660&CountryCode=BR

Posted: dez 05 2012, 10:21 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Apresentação sobre Deployment do Windows 8 no Evento de Lançamento Técnico

Update: Video da apresentação disponivel no Channel9 http://channel9.msdn.com/Events/Windows-Camp/Windows-Dev-Camps-Brasil/lancWin8Infra1

Na ultima quarta feira ocorreu o evento de lançamento do Windows 8 no Brasil, no Vila Noah em SP.

Neste eventos com 3 trilhas fiz a primeira palestra da trilha de Infraestrutura com o tema “Deployment do Windows 8”.

Apresentamos as opções de deploy LTI, UDI e ZTI. Alem disso apresentamos as diversas funcionalidades do Windows ADK (http://www.microsoft.com/pt-br/download/details.aspx?id=30652), MDT (http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=25175) e System Center Configuration Manager 2012 (avaliação em http://www.microsoft.com/en-us/server-cloud/system-center/configuration-manager-2012.aspx).

Para quem quiser o ppt, clique aqui e baixe em PDF: Session 2 Deployment Deck - Final.pdf (1,92 mb)

IMG-20121113-00571IMG-20121113-00562

 

Posted: nov 30 2012, 10:10 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Update: Download da Documentação do System Center 2012 para Uso Offline

Algumas das documentações foram atualizadas até Novembro/12.

Uma informação pouco conhecida da maioria é a disponibilidade de toda a biblioteca do TechNet sobre determinados produtos para leitura offline.

Esse recurso já era possivel para assinantes TechNet e MSDN por meio dos DVDs chamados de Library que acompanhavam as midias, mas nos ultimos produtos a Microsoft passou a disponibilizar em formato CHM (Help), DocX e PDF. Por exemplo, o PDF do SCCM 2102 tem mais de 2.000 páginas.

A disponibilidade destes documentos é importantissimo para profissionais que trabalham com estes produtos e nem sempre estão com conexão ativa ou desejam ler estes documentos como material de referencia. É claro que não é como um livro editado para facilitar o uso por profisssionais que não usam o produto e não o conhecem, onde o livro é voltado a dar base e fundamentos com exemplos e estruturação lógica de tópicos, enquanto a documentação é técnica e focada em funcionalidades.

Seguem os links para download de todas as bibliotecas, lançadas e atualizada entre Maio e Novembro de 2012:

Produto Link
Configuration Manager 2012 http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29901
Service Manager 2012 http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=27850
Operations Manager 2012 http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29256
Orchestrator 2012 http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29258
Virtual Machine Manager 2012 http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=6346
Data Protection Manager 2012 http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29698
Microsoft Deployment Toolkit 2012 (MDT) http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=25175

Integrando Solicitações de Aplicativos do SCCM 2012 com o SCSM 2012

Uma das soluções que a Microsoft disponibilizou é o “Application Approval Workflow”, um plugin que permite a integração entre o catalogo de software do SCCM 2012 com o processo de aprovação do SCSM 2012.

Este recurso é fundamental em empresas onde é feita a implementação dos dois produtos. Continuamos a ter os dois portais (SCCM e SCSM), porem ao selecionar um software no portal do SCCM é gerado uma requisição no SCSM que interage com os fluxos de trabalho (workflow) para aprovação da aplicação pelo pessoal de TI para o usuário.

O Application Approval Workflow está disponivel no link http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29687

Sua funções podem ser visualizadas na lista e no diagrama abaixo:

  • Sincronizar as aplicações publicadas no Configuration Manager com o catálogo do Service Manager
  • Monitorar as soliticações no Configuration Manager Application Catalog gerando um service request no Service Manager
  • Retornar o resultado da aprovação no Service Manager para o Configuration Manager
  • Permitir que os administradores criem grupos de usuários com permissões especificas e filtros para aprovação
  • Visualizar e gerar relatórios das aplicações aprovadas e instaladas nos clientes

 

image

Segue abaixo as informações de requisitos:

  • System Center 2012 - Service Manager
  • System Center 2012 - Orchestrator
  • System Center 2012 - Configuration Manager
  • Microsoft Visual C++ 2010 x64 Redistributable – 10.0.30319
  • Microsoft System Center Integration Pack for System Center 2012 Service Manager
Login
Marcelo de Moraes Sincic | All posts tagged 'exchange 2003'
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

O que é e como calcular IOPS (Exchange, SQL, SharePoint, etc)?

Esta pergunta é frequente, principalmente porque como consultor de soluções da Dell que é um fabricante de hardware temos que saber.

O que são IOPS?

É o número de operações por segundo que um disco individual consegue chegar. Por exemplo, um disco SAS de 10K consegue em média 140 IOPS.

Esta velocidade é padrão na industria com variações entre modelos, mas podemos ter uma base do que é aceitável e o fabricante do disco poderá lhe informar este número.

Porem, note que a diferença é muito grande, principalmente levando em conta os novos discos SSD. Por exemplo, o disco X25-E da Intel (Veja o pdf com as caracteristicas em http://download.intel.com/design/flash/nand/extreme/extreme-sata-ssd-datasheet.pdf) chega a números 30 vezes maiores que os discos SAS e SATA.

image

Porque o IOPS é tão importante?

Esta pergunta é óbvia, mas a explicação pode não ser tão simples. Acontece que na maioria dos casos temos a tendencia de minimizar a questão dizendo que é “performance” ou “percepção do usuário” mas na verdade pode impactar diretamente no funcionando de um aplicativo, em alguns casos até inviabilizando.

Por exemplo, um ambiente Exchange 2003 com 2 mil caixas de correio precisa de 1,5 mil IOPS e este número não é fácil de alcançar. O SQL Server para um banco de dados do SharePoint precisa de 5 mil IOPS para funcionar.

Como calcular o IOPS?

Multiplique o total de discos pelo tipo de RAID e conseguirá o seu número. Segue alguns exemplos:

image

O RAID 1, RAID 10 ou RAID 0 irá lhe proporcional o maior numero de IOPS possivel, já o RAID 5 o calculo leva em conta 1 disco a menos e no RAID 50 2 discos a menos para as paridades.

Como conseguir o maior IOPS possivel com maior capacidade?

Temos tres formas de fazer isso:

  1. Utilize discos de alta performance, como os SAS de 15K ou o SSD, porem são caros e no caso do SSD de tamanhos de apenas 32/50/64/100GB
  2. Utilize o tipo de RAID apropriado para a performance e não visando o tamanho desejado como muitos hoje fazem, o que muitas vezes implica em utilizar RAID 10 para ter a performance total ao invés de RAID 50, perderiamos em capacidade mas ganhamos em performance
  3. Compre um storage que trabalha com as LUNs virtuais, ou seja, ele aloca os dados nos discos conforme a necessidade deste dado e não necessita dizer o tipo de RAID

O que são as LUNs virtuais?

Não vamos entrar no ponto técnico já que este é bem mais complexo, porem podemos entender o que é esta nova tecnologia sem nos tornarmos especialistas em storage.

Usando os storages da Dell como exemplo, o MD3200i trabalha com LUNs da forma normal que conhecemos. Você indica que os discos X a Y formam o RAID 0, de Z a W o RAID 5 e assim por diante. Ou seja, mapeamos diretamente os discos e ficamos dependentes da capacidade de IO individual de cada um.

Já na série EqualLogic podemos definir o tamanho da LUN sem indicar os discos e o próprio storage irá alocar automaticamente os dados mais acessados nos discos mais rápidos (!!!!!!!!!!). Você deve estar achando que é brincadeira ou algo do tipo “conceito”, mas não é!!

Os novos storages vendidos pela Dell, EMC, IBM e outros são inteligentes e permitem misturar os discos. Por exemplo, posso colocar discos SSD na gaveta do storage e mais uma gaveta adicional com 24 discos de 15K SAS e não me preocupar se a LUN que criei está nos discos mais performáticos, quem fará este trabalho é o storage.

E, o mais interessante, quando o storage “perceber” que determinado dado (LUN) é mais acessado que outro ele irá realocar para os discos mais rápidos e fazer o shift dos dados sem intervenção e queda de performance, já que trabalha em background e automático !!!!

Referencias interessantes

Como calcular IOPS para Exchange 2003 http://technet.microsoft.com/en-us/library/bb125019(EXCHG.65).aspx

Como calcular IOPS para Exchange 2010 http://technet.microsoft.com/en-us/library/ee832791.aspx

Como calcular IOPS para o SQL do SharePoint 2010 http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc298801.aspx

Utilitário para medir IOPS para o SQL Server (SQLIO) http://www.microsoft.com/download/en/details.aspx?displaylang=br&id=20163

Referencia do EqualLogic S6000 http://www.equallogic.com/products/default.aspx?id=9511

Posted: jul 03 2011, 13:53 by msincic | Comentários (2) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login