MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Instalação do Agente System Center Data Protection Manager no Windows 2008 R2

Ao tentar instalar o agente do DPM, tanto o 2007 quanto o 2010 no Windows 2008 R2 tive problemas em algumas máquinas.

SINTOMA

Ao tentar instalar de forma automática pela console ele acusa o erro abaixo:

Error 313: The agent operation failed … Error details: Fatal error during installation (0x80070643)

CAUSA

Erros de instalação podem acontecer por alguns problemas típicos como usuário e senha insuficientes para o processo mas neste caso o problema em 3 servidores que já ocorreu foi por causa do firewall.

Mesmo não habilitado o serviço de firewall do Windows está no ar e proíbe a inclusão da regra de exceção. Isso vale quando o firewall está desabilitado mas o serviço está em execução.

SOLUÇÃO

  1. Desative o firewall pelo Network Sharing Center
  2. Pelo Services do Windows pare (stop) o serviço de firewall do Windows
  3. Volte ao console do DPM e mande instalar o agente

Em geral este procedimento simples resolve o problema. Se você tiver outros problemas fique a vontade para entrar em contato ou escreva nos comentários.

Posted: jul 13 2010, 22:09 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

TechEd 2010 – Eu estarei lá (como palestrante) e você?

Techedassinatura

Para quem não teve a oportunidade de ir a um destes eventos, saiba que é o maior evento técnico da Microsoft e um dos maiores encontros do Brasil. No site http://www.teched.com.br/2010 você poderá ter idéia dos anos anteriores clicando em “Anteriores”.

O Thiago Everton fez um guia interessante para os que são de fora de SP em Guia para Mochileiros de 1ª viagem ao TechEd Brasil.

Se vale a pena ir?    Eu vou todos os anos, só não pude ir no ano passado por ter viagem marcada para o Chile e me arrependi (Final do WinThe7, final de semana emocionante !!!!).

O meu primeiro TechEd nem foi no Brasil, foi em Atlanta USA em junho de 2001. Lá conheci pessoas que até hoje encontro pelos “corredores” e o Edu Campos que organizou o primeiro TechEd naquele ano de 2001 e fui palestrante. No TechEd de 2003 fui palestrante novamente e depois disso me afastei um pouco de eventos. No TechEd de 2008 participei na área de Hands On e no TechEd de 2009 eu participaria novamente, desta vez por causa do concurso WinThe7, mas como coloquei acima não pude completar.

Este ano vou ter o privilégio de participar novamente como palestrante pela terceira vez (2001-2003-2001) na track de Certificação. Espero rever e fazer novos amigos por lá. Por enquanto não recebemos a agenda nem detalhes, mas assim que receber atualizo o post.

A track Certificação será bem interessante. Por exemplo, sei que o Vinicius Apolinário (http://blogadmderedes.spaces.live.com/) irá fazer uma palestra sobre os exames de Exchange 2010. Eu farei sobre Sharepoint 2010 e Windows Application .NET Framework 4.0 e com certeza teremos de Windows 2008 R2, SQL Server 2008 R2 e outros produtos novos.

Track: CER - Certificação
Sessão: CER206
Nível: 200
Título: Dicas e Truques do Exame 70-667: Microsoft SharePoint 2010, Configuring
Descritivo: Dicas e Truques para quem deseja realizar o exame 70-667, válido para a certificação MCTS
Palestrante(s): Marcelo Sincic

Track: CER - Certificação
Sessão: CER205
Nível: 200
Título: Dicas e Truques do Exame 70-511: Windows Applications Development with Microsoft .NET Framework 4
Descritivo: Dicas e Truques para quem deseja realizar o exame 70-511, válido para a certificação MCTS
Palestrante(s): Marcelo Sincic

Posted: jul 13 2010, 14:44 by msincic | Comentários (1) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Certificação

ATUALIZADO 12/07/10: Windows Server 2008 R2 SP1 e Windows 7 SP1 está disponivel em Beta 1

Link de detalhes: http://www.microsoft.com/windowsserver2008/en/us/sp1.aspx
Link para download: http://www.microsoft.com/windowsserver2008/en/us/trial-software.aspx
Post com os testes do SP1 no Hyper-V: http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Hyper-V-com-Service-Pack-1-Beta.aspx

Nota: O download para o Windows 2008 R2 e do Windows 7 são o mesmo pacote.

Win7SP1

Foi anunciado hoje pelo time de produtos que o SP1 do Windows Server 2008 R2, e consequentemente, o SP1 do Windows 7 estará em breve na fase Beta. A versão final está prevista para julho.

São destacados dois recursos novos, alem dos diversos hotfix e implementações de segurança:

  1. RemoteFX - Uma nova interface para usuário remoto que permite entregar toda a interface rica do Windows, o que inclui transparencias e efeitos de animação
    Veja mais detalhes em http://blogs.technet.com/b/virtualization/archive/2010/03/18/explaining-microsoft-remotefx.aspx
  2. Dynamic Memory - Assim como já existe memórias hotswap será possivel fazer isso em maquinas virtuais baseadas no Hyper-V. Este recursos é bem interessante se pensarmos em balancear memória "a quente" quando uma VM estiver precisando de mais memória momentaneamente.
    Veja mais detalhes em http://blogs.technet.com/b/virtualization/archive/2010/03/18/dynamic-memory-coming-to-hyper-v.aspx

Opinião pessoal: O RemoteFX permitirá ter o ambiente VDI (desktop virtual) mais próximo do que o usuário hoje tem em uma maquina standalone. Não sei se isso sinceramente seria um produto rentável, então por isso ele estar em um Service Pack e não Release. Quanto ao Dynamic Memory esse sim é fantátisco e fará diferença !!!!

Já o SP1 do Windows 7 não promete mudanças, sendo apenas um pacote com todas as correções até o momento.

Fonte: http://blogs.technet.com/b/windowsserver/archive/2010/06/07/coming-soon-windows-server-2008-r2-sp1-beta.aspx

Posted: jul 12 2010, 14:10 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows 2008 | Windows 7

WebMatrix: Gerenciador para desenvolvimento de sites (WPI 3 Beta)

A Microsoft disponibilizou uma nova versão do Web Platform Installer V3 Beta. Já havia postado sobre a versão 1 e 2 (http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Microsoft-Web-Platform.aspx) e agora temos acréscimo na versão 3 não apenas de aplicações web mas também de aplicações para desenvolvimento.

Agora são distribuídas as versões do Visual Studio Web Developer 2010, SQL Server 2008 R2 e versões recentes das aplicações como BlogEngine, WordPress, Moddle, etc. Porem foram acrescentadas novas aplicações muito interessantes:

WPI-3

  • O Microsoft Azure Tools é um pacote de utilitários que acrescentam ao Visual Studio o suporte a gerenciar e implementar aplicações no Azure, ambiente de cloud da Microsoft
  • Windows Server AppFabric é um servidor que permite hospedar os serviços que utilizam WCF
  • O WebMatrix é um gerenciador de sites web, muito interessante. Não apenas gerenciar páginas e faz a implementação no site, mas inclui relatórios e ferramentas para análise do site. Vou falar um pouco mais do WebMatrix.
  • IIS Express que é superior ao atual Web Server do Visual Studio por ser uma única instancia ao invés das individuais que o VS cria, como a imagem abaixo.
IIS Express

Nota: O WebMatrix não é um editor de páginas, ele apenas cria as páginas vazias sendo necessário o Visual Studio 2010 (pode ser o Express) para editar as páginas e códigos.

A tela inicial abaixo do WebMatrix já mostra bem o que ele faz. Diferente do WebMatrix do ASP 1.0 que era um micro Interdev, este tem tarefas de gerenciamento de arquivos de um site, banco de dados e relatórios do seu site. Note a interface gráfica que está se tornando um padrão nos novos produtos da Microsoft, com a Ribbon e as tarefas separadas por splits na parte de baixo do painel, com detalhamento na parte central da tela.

 

WebMatrix

Nesta segunda tela vemos as opções ao clicar na opção “Site” acima. Note no menu que uma sacada interessante é a opção de executar o site tanto no IE quanto no Firefox, o que vai facilitar para testes de desempenho e compatibilidade em múltiplos browsers. Note também a possibilidade de incluir novos arquivos no site, mas lembre-se da nota anterior de que é necessário clicar no botão “Visual Studio” para editar as páginas e arquivos com os wizard, já que o WebMatrix só suporta modo texto.

WebMatrix-1

Nas tarefas “Databases” temos uma série de ferramentas para manipular um banco de dados embutido no site. Para quem ainda não conhece, este recurso foi introduzindo do Framework 3.x e permite abrir arquivos com extensão mdf diretamente no IIS, tendo as funções do SQL Server totalmente compatíveis. Isso facilitou muito para quem hospeda sites e não tinha a opção de instalar um banco de dados. Com os wizards do WebMatrix é possível criar databases, tabelas, índices, executar queries, etc..

WebMatrix-DB

Algo que me chamou atenção foi a tela de Reports com a opção de gerar um relatório de análise SEO utilizando o Bing. Este recurso é muito importante para o desenvolvedor já ter antes da publicação do sites dicas e um relatório de como o site será visto pelos SEOs (sites de busca) quando for publicado. Isso aumenta muito a eficiência das pesquisas e permitirá ao desenvolvedor fazer as customizações sem conhecer tudo sobre SEO.

WebMatrix-Reports

WebMatrix-Reports-2

É isso ai, para quem quiser baixar e começar a usar as ferramentas vá ao link http://www.microsoft.com/web/webmatrix/download/
Posted: jul 07 2010, 16:27 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: .NET | IIS | Visual Studio

Atualizações nas ferramentas SysInternals ZoomIt e Desktops

Junto com o Process Explorer e o Disk2VHD o ZoomIt e o Desktops são as ferramentas da SysInternals que eu mais utilizo.

Esta semana foram liberadas versões novas destes dois aplicativos e vou destacar as mudanças e o objetivo de cada um deles:

zoomit-logo

Esta ferramenta é utilizada em apresentações e treinamentos para destacar parte da tela. Ao instalar é possivel configurar a tecla que irá fazer o zoom ESTÁTICO, por default o Alt+1. A novidade é que o ZoomIt agora é compativel com o LiveZoom do Windows 7 e do Windows 2008 fazendo com que o zoom seja “vivo”, ou DINAMICO permitindo clicar em botões, preencher caixas de texto e todas as funções mesmo com o zoom ativo. Muito bom !!!!

zoomit

desktops-logo

A ferramenta Desktops é muito conhecida como virtual desktops no Linux e já existia em ferramentas para XP e Windows 2003. Porem agora ele ficou compatível com o Windows 7 e Windows 2008 R2 com Aero habilitado. A função do programa é gerar 4 desktops virtuais para organizar os programas que vc abre, permitindo que programas de tela cheia fiquem em cada um dos desktops. Note que nos desktops virtuais não é ativado o AERO e que as teclas de atalho, como por exemplo WIN+X, aparecem apenas no Desktop 1 que é o principal.

desktops

Bom proveito e caso deseje ficar informado sobre todas as novas versões de utilitários da SysInternals siga o RSS http://blogs.technet.com/b/sysinternals/rss.aspx

Posted: jun 30 2010, 08:58 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Outros | Windows 2008 | Windows 7
Login
Marcelo de Moraes Sincic | Windows 2003
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Windows 2003 EOL (End Of Live) – Parte 1: Primeiros Passos e Usando o Simulador Microsoft

Em 14 de Julho de 2015, menos de um ano da data de hoje, o suporte ao Windows 2003 acaba e muitas empresas ainda não estão tomando os passos necessários.

image

A Microsoft disponibilizou um site onde podemos baixar os datasheets e utilizar um assistente para gerar relatórios: http://www.microsoft.com/en-us/server-cloud/products/windows-server-2003/

Quais os Riscos e Problemas

  • Fim das Atualizações (Updates) – Apenas os sistemas operacionais Windows Server 2008 e superiores receberão atualizações
  • No Compliance – Operadoras de cartão de crédito e sistemas bancários internacionais (SOX, Basiléia, etc) não permitiram transações a partir desta versão
  • Segurança Afetada – Todos os novos métodos de invasão, falhas de protocolo ou problemas de SO não receberão correção, significando maior investimento em ferramentas adicionais ou inviabilização de métodos e aplicações
  • Alto Custo de Manutenção – Os novos servidores e hypervisors não irão mais fornecer drivers para o Windows 2003, impossibilitando refresh de hardware e atualização de versão do hypervisor/VM tools

Como Começar a Partir de Agora

O primeiro passo é realizar um Assessment no ambiente para descobrir todas as aplicações, para isso podemos utilizar o MAP (Microsoft Assessment and Planning) que gera relatórios muito bons para migração. Ele até mesmo gera os dados de compliance de hardware e indicações para virtualização.

Para utilizar o MAP foi criado um MVA no ano passado, o foco era migração de Windows XP, mas o funcionamento da ferramenta e geração de dados é similar: http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/MVA-sobre-MAP-%28Microsoft-Assessment-Planning-and-Toolkit%29.aspx

O segundo passo é analisar compatibilidade das aplicações existentes, o que inclui a versão do web server e dos componentes de aplicações que estejam nestes servidores, versões de banco de dados, etc.

É aqui que está o grande risco, muitos dos profissionais de TI que converso e empresas estão focando em migrar AD, File Server e outros papeis do Windows, que a Microsoft preparou métodos fáceis de migração já que são Roles do sistema operacional. O problemas são as aplicações desenvolvidas internamente ou não.

Por exemplo, o SQL Server 2005 executado no Windows 2003 precisará ser migrado para SQL Server 2008 R2, aplicações escritas em .NET 1.x-2.x executando no IIS do Windows 2003 precisarão ser avaliadas muito criteriosamente, SharePoint 2003 e 2007 precisarão ser migrados para SharePoint 2010 ou 2013…

Estes exemplos deixam claro que o trabalho da migração vai muito além de apenas virtualizar!

Para isso existem muitos softwares que fazem o papel de analisador, como por exemplo, o Dell ChangeBase e o AppZero. O primeiro analisa todas as aplicações instaladas (similar ao Microsoft ACT) e testa automaticamente os métodos padrão e nativos de compatibilização. O segundo possui diversos métodos adicionais de compatibilização e faz um tracking de uma aplicação, gerando um pacote MSI, o que é extremamente útil em cenários onde não temos um instalador e não sabemos as dependências de uma aplicação.

O terceiro passo é analisar as opções, onde podemos avaliar um P2V (migração de máquina física para virtual) on-premisse, migração de sites ou banco de dados para o Microsoft Azure, criação de VMs em ambiente cloud com transferência de serviços e dados, etc.

Esta fase é onde precisamos criar planos bem definidos de migração para cada uma das aplicações e funções que hoje estão no Windows 2003. É a fase onde devemos nos concentrar em parada de serviços, seqüencia das operações, processos de migração, etc.

Conclusão

Deixar para depois a migração dos servidores é muito mais sério do que a migração de estações. Até hoje muitas empresas ainda possuem XP e sentem as dificuldades e custos de manter um sistema operacional sem suporte. Comece desde já a se preparar e será muito mais fácil.

Em um próximo artigo irei falar mais sobre o MAP e outras ferramentas para o Assessment.

Alteração no Kerberos do Windows 2012 pode causar Acesso Negado

Em uma reunião com os Microsoft PFEs Gilson Banin e Marcelo Ferratti foi comentado sobre uma alteração no método como o Windows 2012 gera um Ticket de autenticação pelo Kerberos, chamado de “KDC Resource SID Compression”.

Situação Atual

Como já é sabido, um Ticket de autenticação leva o SID do usuário e dos grupos do qual ele faz parte, além do SID History em casos de migração anterior. Em alguns casos, principalmente dominios muito grandes, o Ticket podia estourar o limite padrão de 12 Kb e gerar problemas na autenticação. Vale lembrar que pelo mesmo motivo um usuário não pode fazer parte de mais do que 1024 grupos.

Atuamente o Ticket (PAC) é composto por SIDs completos: Os valores padrão de identificação (S-1-5), o SID do dominio e o RID individual do objeto no ultimo bloco:

  • S-1-5-21-3419695430-3854377854-1234
  • S-1-5-21-3419695430-3854377854-1466
  • S-1-5-21-3419695430-3854377854-1675
  • S-1-5-21-4533280865-6432248977-6523
  • S-1-5-21-4533280865-6432248977-6578

Alteração no Windows 2012

A mudança no KDC consiste em não mais incluir no Ticket dados repetidos, com isso o Ticket gerado por um Domain Controller com Windows 2012 fica com menor tamanho e resolve o problema de ser necessário a alteração do tamanho do Ticket.

Assim, o mesmo exemplo anterior de Ticket ficaria:

  • S-1-5-21-3419695430-3854377854-1234
  • -1466
  • -1675
  • S-1-5-21-4533280865-6432248977-6523
  • -6578

O problema é que servidores anteriores ao Windows 2012 não “entendem” o novo Ticket e só permitirá acesso as ACEs que sejam completas, portanto o usuário conseguiria acessar locais onde a permissão foi concedida nos casos 1 e 4 do exemplo, mas não acessaria caso a permissão seja de um dos outros SIDs.

Conclusão

Em um dominio onde ainda existam servidores anteriores ao Windows 2012, o que inclui o Windows 2008 R2, o acesso ao servidor de arquivos, Exchange e qualquer outro que seja baseado no Kerberos terá problemas de acesso negado.

Remediação

Crie a chave de Registry Dword DisableResourceGroupsFields  em HKLM\Software\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Policies\System\Kdc\Parameters para desabilitar este recurso.

 

Mais Informações: http://support.microsoft.com/kb/2774190

Posted: out 28 2012, 23:20 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Utilizando Robocopy para Sincronizar Dados do Windows 2012 com NAS (Linux)

Esta semana precisei migrar dados de um servidor Linux para Windows e passei por um problema que já conhecia, onde em todas as execuções o Robocopy copia novamente os arquivos não alterados com a situação “Modified” ou “Never”.

Possuo um Netgear ReadyNAS Duo para executar VMs e backup de arquivos e na época da compra montei um script para sincronizar dados entre o notebook e o NAS que utiliza ext3, compativel com FAT32.

O problema é que o FAT32 utiliza timestamp nos arquivos com precisão de 2 milisegundos diferentes do NTFS, como mostra o print abaixo. Note que o arquivo da esquerda é o local (S:) e o da direita do NAS e veja a diferença nas tags “Created” e “Modified”:

Print

Para resolver isso existe uma solução muito simples: acrescente o parametro /FFT no final do comando.

Agora a sincronização ocorrerá com sucesso, ainda irá mostrar a mensagem “Changed” nos arquivos na saida do comando, mas ele não irá mais copiar estes arquivos não alterados.

Fonte: http://technet.microsoft.com/pt-br/library/cc733145%28v=ws.10%29.aspx

Posted: out 16 2012, 18:59 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

E-book Group Policy Objects - Da teoria à prática

Os MVPs Alexandro Prado (@alexandroprado) e Daniel Donda (@DanielDonda) fizeram um ótimo trabalho ao fazer este e-book e me convidaram para revisar e fazer o prefácio.

Baixe e nos mande comentários do que achou, e já estão preparando a versão 2!!!!

Um e-book abordando os principais conceitos e práticas para trabalhar com Group Policy Objects (GPO). Usando uma linguagem simples e objetiva que irá ajudar os administradores a automatizar tarefas e aplicar diretivas usando as melhores práticas.

capinha

“Um guia prático e didático destinado a administradores de redes, que facilitará o trabalho diário de todos.”

O que é GPO?
Herança de GPOS, qual GPO ganha?
Bloquear Herança
Forçar a aplicação de uma GPO
Criar uma GPO.
Vinculando GPO.
Criando Filtros de segurança e WMI
Starter GPOs
Configurar (Editar) uma GPO
Filtro de diretivas
Group Policy Preferences (GPP)
Item Level targeting
Algumas diretivas interessantes.
Instalação de Softwares via GPO.
User Group Policy Loopback Processing Mode.
Download Gratuito E-book - Diretivas de grupo (1.72 MB)

Autores
Alexandro Prado :
Daniel Donda @DanielDonda
Marcelo Sincic @marcelosincic

Posted: out 23 2011, 22:54 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Video de Windows System Resource Manager e SysInternals Process Explorer

Uma das minhas palestras no TechEd 2011 foi com o tema “Gerenciamento Recursos do Windows 2008 com o Windows System Resource Manager”, palestra de código SRV 303. Os ppts estão disponiveis em http://bit.ly/nTwJcZ

Após a palestra recebi diversos emails com feedback positivo e me pedindo material adicional.

Os links disponiveis no ppt são para a biblioteca do TechNet, mas obviamente contem apenas a parte téorica e não contempla exemplos práticos.

Pensando nisso, assim que eu tiver um tempo irei montar uma série de videos, mas por enquanto é possivel assistir ao video que gravei no passado em http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Community-Launch-Webcast-Gerenciando-recursos-do-Windows-2008-R2-com-o-WSRM-e-o-Process-Explorer.aspx

Após entrar no site de eventos, clique em “Inscrever-se” e terá a opção de fazer o download em WMV ou assistir online pelo Live Meeting.

Lembrando que o Windows System Resource Manager está disponivel no Windows 2008 em todas as versões e no Windows 2003, versões Enterprise e Datacenter.

Posted: out 10 2011, 18:18 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login