MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Artigo sobre certificação digital para aplicações web

Já a muito tempo eu havia publicado este artigo para uma revista de informática. Mas agora resolvi disponibilizar ele publicamente.

Muitos conhecem certificados digitais em relação a segurança que ele fornece ao criptografar dados. Porem, já pensou em utilizá-lo para autenticar de forma irrefutável os usuários que acessam o seu site?

Leia o artigo em nossa seção de artigos, clicando aqui.

Posted: abr 14 2009, 11:13 by msincic | Comentários (10) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: .NET | IIS | Windows 2003 | Windows 2008

SQL Server 2008 Service Pack 1 (SP1)

Foi liberado para download hoje para assinantes TechNet (em portugues dia 13/04) o SP1 do SQL Server 2008.

Uma compilação de 19 hotfix e KBs do SQL Server 2008 estão presentes. Novidades?

Apenas o Report Builder ClickOnce 2.0 que é a nova versão do componentes utilizado pelo Sharepoint e pelo Dynamics CRM para mostrar relatórios criados no Report Services.

http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?displaylang=en&FamilyID=66ab3dbb-bf3e-4f46-9559-ccc6a4f9dc19

Posted: abr 10 2009, 16:40 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: SQL Server

Virtual Hard Disk (VHD e WIM) no Windows 7 e Windows 2008

Um interessante novo recurso do Windows 7 é permitir que se utilizei discos virtuais criados pelo IMAGEX (WDS) ou pelo VirtualPC/Virtual Server diretamente como um disco local da maquina. Este recurso é valioso por alguns motivos:

  • Permitir ter um arquivo único com os arquivos de usuário em um disco externo
  • Ler diretamente dados de uma máquina virtual sem a necessidade de subir o VPC ou VS
  • Fazer o backup dos dados com o processo de backup de imagem de um disco do próprio utilitário do Windows

Eu pessoalmente utilizei este recurso em meu disco externo para guardar dados. Criei um disco VHD e copiei nele dados antigos e desmontei. Quando preciso acessar conecto o disco externo e remonto o VHD com a letra T:. Ao usar este método não misturo arquivos de meus backups costumeiros com os arquivos históricos que possuo.

Como criar um VHD?

1) Abra o Computer Manager
2) Abra o Disk Management
3) Abra o menu More Actions e escolha a opção Create VHD ou Attach VHD se tem o arquivo

O restante do processo é o mesmo que utilizado para um disco fisico comum. Lembre-se de que ser for um disco externo deverá desmontá-lo e remontá-lo antes de desligar ou após reconectar o disco externo. O mesmo vale caso seja local e deseje para de usá-lo.

Importante: A cada reinicialização dá maquina o VHD estará desconectado, então vc poderá criar um script pelo DiskPart para reativar o disco.

Nota: Muito legal é vc pegar o DVD de um outro SO como o Windows 2008 ou o mesmo SO e rodar o setup, escolhendo instalar em outro disco. O VHD irá aparecer na lista e vc instala normalmente !!!

Todo o processo de desmonte e remonte do disco virtual tambem pode ser feito pelo aplicativo DiskPart.

Posted: abr 02 2009, 15:01 by msincic | Comentários (8) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows 2008 | Windows 7

Renovação do certificado do Exchange 2007 Transport (Eventos 12014 e 12024)

O certificado digital utilizado pelo Exchange 2007 expirou a 1 semana. Não estávamos notando a falta, até que ao olhar no Event Viewer notamos diversas paradas no serviço de TLS por culpa do certificado inválido (no final seguem os eventos). Como resolver isso?

1- Abra o MMC e adicione o snapin de certificados do COMPUTADOR
2- Abra a pasta PERSONAL e verifique o certificado que venceu e delete.
3- Instale o novo certificado (em nosso caso emitido pelo DC)
4- Abra a aba DETAILS do novo certificado e copie a string da propriedade THUMBPRINT
5- Abre o Exchange Management Shell
6- Digite o comando Enable-ExchangeCertificate 1a4646e5bfbcedf222ddc927528f607cb4efeb5d -services SMTP onde o número é o thumbprint copiado anteriormente

Será mostrada uma mensagem de aviso da troca do certificado e RESOLVIDO !!!!

Event Type: Error
Event Source: MSExchangeTransport
Event Category: TransportService
Event ID: 12014

Event Type: Warning
Event Source: MSExchangeTransport
Event Category: TransportService
Event ID: 12024

Posted: mar 31 2009, 12:03 by msincic | Comentários (9) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Exchange Server

Avaliação do Windows 7

Hoje completei 3 meses usando o Windows 7 como plataforma principal. Assim que consegui um Beta (o oficial no TechNet saiu em 7/01). A primeira vez instalei em um HP Pavillion e a agora no meu Dell Inspiron. Mas tambem instalamos em outras máquinas como um HP Tablet e um note Amazon.

Minhas impressões POSITIVAS:

1- Bem mais rápido que o Vista nas operações de inicialização e retorno de hibernação.
2- Abrir certos aplicativos ficou impressionantemente agradável. Um bom exemplo é o VS2008 e o PhotoShop que ficaram quase imediatos.
3- A nova barra de tarefas com atalhos "pinados" ficou excelente.
4- O UAC (User Control Account) ficou bem menos intrusivo, no Vista ele chegava a irritar.
5- O Windows Search não gera mais lentdião como era visivel no Vista.
6- A nova interface e recursos no Paint ficaram muito bons, agora se parece mais com uma aplicação de verdade. A nova Ribbon que tambem foi implementada no WordPad não acrescentou nada de novo.
7- Um aplicativo ótimo chamado Sticky Notes, como os papeizinhos amarelos, vem embutido e fará falta se precisar retornar ao Vista.
8- O recurso de alteração automatica do papel de parede cria uma experiencia interessante
9- Ao iniciar o processo de redimensionamento de janelas as bordas piscam qd chegam próximos das bordas, barra de tarefas ou sidebar e se ajusta automaticamente. Parece bobo de falar, mas é bem útil ao trabalhar com multiplas janelas sobrepostas.

Minhas impressões NEGATIVAS:

1- A Sidebar agora não pode mais ser "dockada" ou fixada. Isto faz com que todas as janelas tenham que ficar sendo realinhadas para não esconder os gadgets. Ainda bem que o redimensionamento é inteligente (ponto positivo 9)
2- Ao hibernar com o cabo de rede conectado ou a rede sem fio o Windows 7 não acessa rede. Voce se vê obrigado a desativar e ativar novamente a placa de rede, como um reset, e ai ele volta a se conectar. Esse problema é pior em caso de redes sem fio, pois muitas vezes ele não retorna da hibernação, simplesmente travando na reinicialização
3- Ainda é Beta e tem data para parar de funcionar (veja conselho abaixo).

CONSELHO FINAL:

Utitlize o Windows 7 com confiança. Ele é estável e muito rápido comparado ao Vista. Não tenha medo.
Porem, lembre-se que ele tem data para acabar por se tratar de um Beta. Minha solução para isso foi instalar o Vista, Office, VS2008 e todos os outros aplicativos mais importantes ANTES em um Vista. Depois de instalado tudo no Vista fiz um Complete Backup (imagem) e utilizei a função de Update do Windows 7. Eu sei que muitas coisas eu atualizei e configurei após a primeira instalação, mas não tem problema, eu estou anotando conforme me lembro!!!

Posted: mar 25 2009, 22:46 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows 7
Login
Marcelo de Moraes Sincic | Windows Server 2019
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Azure Arc–Gerenciamento integrado Multi-cloud

O Azure Arc é um produto em preview que tem a função de padronizar e permitir utilizar recursos do Azure para gerenciamento de VMs e Clusters Kubernets hospedados em ambientes on-premisse ou outras clouds integrado.

https://azure.microsoft.com/en-us/services/azure-arc/

Computadores

Habilitando o Serviço por Registrar os Componentes

O primeiro passo é acessar as subscrições onde irá hospedar os serviços do Arc.

Uma vez escolhida a subscrição, deve-se registrar os recursos de Hybrid como abaixo.

Em geral o recurso ADHybridHS já estará habilitado e tem a ver especificamente com a sincronização de AD, mas os recursos de Compute, Data e Network precisam ser habilitados antes de incluir recursos:

Registro Provedores

Registrando Computadores e Recursos

Ao criar o recurso do Arc, escolha uma subscrição e um Resource Group para servir de base e que futuramente após o Preview irá ter o débito (se existir) dos serviços.

Logo após habilitar clique no botão Adicionar do primeiro print deste artigo e baixe o script para executar nos servidores. Caso queira abrir o script ele é bem simples e basicamente faz o download de um msi e o executa com os dados da subscrição.

Onboarding

A primeira execução do script mostra a obrigatoriedade de ativar os recursos, que foi o primeiro tópico desse artigo, e será um erro recorrente já que ao habilitar o Arc esse processo deveria ser automático.

Note que na execução do script ele gera um código que deverá ser confirmado no site indicado https://microsoft.com/devicelogin

Registro Servidor

Utilizando Politicas e Iniciativas

Assim que vinculados, já podem ser criadas e habilitadas as diferentes Politicas e iniciativas que serviriam para criar alertas e definir padronização de recursos no que geralmente chamamos de Compliance.

Politicas-1

Por default as politicas acima são configuradas, mas é possivel criar novas para gerar reports de compliance. Para isso utilize as regras pré-existentes que irão facilitar diversos tipos diferentes de alertas como backup, antivirus, ASR, etc.

Politicas-2

Já para as Iniciativas não estamos apenas verificando, mas implementando alguns tipos de padrões como o nivel de auditoria ou requisitos legais/padrões regulatórios:

Iniciativas

Habilitando o Log Analytics

Para que os recursos funcionem corretamente é importante o auxilio do Log Analytics que irá capturar os dados do servidor para gerar alertas e mapas de relacionamento.

Para isso acesse os servidores e clique no aviso na tarja que é exibida e com isso poderá habilitar os recursos para cada servidor ou em Insights. Uma caracteristica interessante é que cada servidor pode utilizar subscrições diferentes ou até workspaces diferentes de Log Analytics.

Habilitar Log Insigths

A partir da integração que irá demorar de 5 a 10 minutos, já é possivel usar os monitores, alertas e até o mapa de relacionamento:

Alertas

Monitor-1

Monitor-2

Mapa

CONCLUSÃO

Em comporações com servidores fisicos, servidores virtuais e maquinas em clous ter a facilidade de integrar as funções de gerenciamento do Azure irá ajudar muito.

Grande parte do trabalho já é possivel no Log Analytics mas de forma passiva. Com a integração simples com as politicas, iniciativas e interface o uso do Azure Arc irá ser uma ferramenta excelente para profissionais de TI com ambientes multiplos de hospedagem.

System Center 2019 e Windows Server 2019 – Upgrade in place

Como conhecido, o System Center saiu em sua nova versão, agora seguindo o mesmo conceito de Branch (Current Branch) do Windows. De agora em diante veremos as versões seguindo o numero que indica a edição:

image

A versão 2019 da suite não teve alterações em layouts ou funcionalidades principais, mas acrescenta diversos recursos novos.

Atualmente temos disponivel a nova versão 1801, que se aproxima muito do que será a versão 2019 que terá como build 1901 com data de lançamento previsto em Março.

Estes recursos podem ser visualizados no link: https://thesystemcenterblog.com/2018/09/25/whats-new-in-system-center-2019/

Upgrade do System Center Configuration Manager

O SCCM já desde a versão 2016 tem o upgrade como uma funcionalidade nativa e automática. Sempre foi muito estável e fácil de ser realizada, ficando disponivel em Administration –> Updates and Services:

Upgrade SC (10)

Após iniciado, pode-se ir pelo menu da barra superior e acompanhar toda a instalação passo a passo:

Upgrade SC (1)

Lembrando que não é possivel interagir com o upgrade após iniciado, mas em caso de se escolher deixar as features desabilitadas no menu mostrado na primeira imagem, escolha a opção Features para incluir uma das novas.

Pessoalmente sempre prefiro fazer a instalação dos upgrades sem selecionar features e depois incluir as que desejo, assim posso estudar o impacto e real necessidade de mais componentes sendo executados no servidor.

Upgrade do System Center Service Manager

Tambem simples de ser realizado, insira a midia do SCSM e ele já entrará no modo de upgrade onde você irá selecionar qual dos servidores locais está sendo atualizado. Lembrando que é importante saber a estrutura para escolher a função correta do servidor que está sendo atualizado, no meu caso o Management Server:

Upgrade SC (2)

Upgrade SC (6)

A atualização é bem tranquila, e ao final já está executando. O novo portal de auto-serviço agora oferece a experiencia HTML5 sem necessidade de componentes adicionais:

Upgrade SC (9)

Upgrade do System Center Operations Manager

A Microsoft realmente aprendeu a fazer upgrades de versão com o System Center transparentes, rapidas e eficientes. O mesmo vale para o SCOM.

Similar ao SCSM, basta incluir a midia e executar o modo de upgrade:

Upgrade SC (3)

Upgrade SC (8)

A mensagem de Warning na tela acima existe desde as versões anteriores. Como os instaladores do System Center não pedem chave, em alguns é necessário fazer a inserção da chave posteriormente.

Para inserir a chave, execute o PowerShell do SCOM e utilize o comando, lembrando que agora a chave de instalação do System Center é a mesma para toda a suite desde a versão 2012:

Set-SCOMLicense -ProductId 'xxxxx’

Upgrade do System Center Orchestrator e Virtual Machine Manager

Para fazer o upgrade do SCO tive que primeiro desinstalar o servidor. O motivo no meu caso foi a instalação de um update no meio do ano que era beta e com isso o upgrade automático não é possivel.

Nesses casos, faça a desinstalação do servidor com a opção Retain Database ativada, mesmo sendo a do SCVMM a do Orchestrator é similar:

Upgrade SC (7)

Depois de desinstalar a versão anterior, ou mesmo para um refresh, refaça a instalação com a opção de utilizar um banco de dados já existente:

Upgrade SC (4)

Upgrade SC (5)

Upgrade SC (12)

Com isso a instalação tanto do System Center Orchestrator quanto do Virtual Machine Manager finaliza com os mesmos dados existentes.

Em muitos casos, o Orchestrator e o Virtual Machine Manager para no meio da instalação com um erro genérico de banco de dados, com a mensagem: “DBSetup.exe fails with unknown error 0x800A0E7A”

Se isso acontecer no seu caso, baixe e instale o SQL Server 2012 Native Client – QFE disponivel em https://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=50402

Upgrade do Windows Server 2019 com Serviços de System Center

Em alguns dos servidores, antes de fazer o upgrade do Windows realizei o upgrade do System Center.

Isso porque o System Center 2019 é compativel com o Windows Server 2012 R2, mas o contrário não. Isso quer dizer que é mais confiavel primeiro o upgrade dos serviços e depois do Sistema Operacional que tambem é compativel.

Upgrade SC (11)

Conclusão

O upgrade dos servidores System Center são estáveis, mas lembre-se de sempre ter um backup das bases de dados se ocorrer um problema nessas fases.

Tambem é importante lembrar das regras de ordem, em geral os Management Servers antes das outras funções.

Login