MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Tags

Vencedor de Outubro do VMM 2012 CEP Community Participation Contest

image

Recebi ontem um email me parabenizando no programa Beta do System Center Virtual Machine Manager 2012 do mes de Outubro.

Foram 6 meses de programa onde os participantes com melhores contribuições ganharam um premio de reconhecimento e tiveram suas contribuições publicadas.

O melhor é que entre os 6 ganhadores temos dois brasileiros, no mes de setembro foi o Leandro Carvalho com suas contribuições sobre VMM 2012 que podem ser vistas em http://www.bettertogether.org.au/blog/b/leandrocarvalho/archive/tags/VMM/default.aspx

As minhas contribuições podem ser vistas em http://www.marcelosincic.com.br/blog/category/Virtual-Machine-Manager.aspx.

Fico feliz de compartilhar com o Leandro este prêmio e mostrar para a comunidade como os técnicos brasileiros tem destaque em programas internacionais, principalmente em betas como neste caso e outros, como no System Center Configuration Manager 2007 que também dividi prêmios com o Leandro e o Jordano (http://blogs.technet.com/b/systemcenter/archive/2010/01/11/december-community-contributors-recognized-marcelo-sincic-and-jordano-mazzoni.aspx)

Posted: dez 02 2011, 10:19 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Palestra sobre Green IT–Semana da Informatica UNIT Aracaju

Hoje terminou o evento de uma semana organizado pelo MVP Jordano Mazzoni (@jordanomazzoni).

Neste sábado foram as ultimas palestras, Ramon Duraes sobre ALM, eu sobre Green IT e o Eduardo Freire sobre Gerenciamento de Projetos. Ainda no grupo dos MVPs que participaram houve o próprio Jordano e ontem o Alberto Oliveira que não tivemos a oportunidade de encontrar por aqui, uma pena.

Segue um “presente” para quem deseja saber mais sobre o assunto. Este livro é gratuito e disponibilizado na internet por uma iniciativa da HP: GreenITforDummiesSpecialEdition.pdf (3,65 mb)

Alem disso, segue o ppt da apresentação no formato PDF: SemInfo Aracaju.pdf (2,08 mb)

E por ultimo, o exemplo da planilha que utilizei para mostrar rapidamente o custo de energia em um ambiente de TI: Exemplo Consumo.xlsx (10,95 kb)

 

Posted: out 30 2011, 21:12 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Começando um novo ano de trabalho e balanço de 2010

Fechando o ano de 2010 é hora de fazermos um balanço de nossas conquistas, só assim podemos comparar com o ano seguinte e usar como base para continuarmos nossa evolução profissional.

Este ano pude participar de vários eventos, palestras e webcasts:

Espero que 2011 seja um ano cheio de atividades e que a comunidade possa tirar proveito das iniciativas que virão como o Road Show e os eventos como TechEd 2011 e MVP Summit.

No blog este ano tive a boa surpresa de ter recebido mais de 73 mil visitantes únicos e mais de 138 mil visitas no meu blog em portugues, o que me incentiva a continuar publicando dados.

Grafico 2010

Alem dos numeros acima, em 1º de Outubro publiquei uma versão do blog em ingles pelo wordpress (http://msincic.wordpress.com/) e que nestes 3 meses tive a presença de 1.198 visitantes:

Grafico 2010-2

Também neste quesito tenho a intenção de trazer mais assuntos em 2011 que ajudem a comunidade e divulguem produtos e experiência.

Posted: jan 03 2011, 09:30 by msincic | Comentários (6) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Comunidades | Outros

MVP–Um titulo que devo a todos

MVPLogo Hoje recebi um e-mail com a minha nomeação como MVP (Microsoft Most Valuable Professional).

Segundo o e-mail que recebi o MVP é um titulo levando em conta o que o profissional disponibilizou e representa para a comunidade e mercado.

Eu ainda não sei bem o que isto representará daqui para frente, mas sei o que me fez recebe-lo.
Sendo assim não mereci, vocês me indicaram !!!!

Sou já veterano na área técnica, meu primeiro emprego em 1987 foi como digitador e programador ainda com Cobol em computadores CP700 da Prológica, passando pelo QBasic, Dbase II, Clipper, Fox Pro, VB3 até o VB6, Java e .NET. Na época em que iniciei não havia a divisão Infra/Dev nas pequenas e médias empresas e com isso também tive a oportunidade de conhecer Novell, Lantastic e a família Windows Server. Este ano, em 12 de agosto de 2010, completei 10 anos como MCT.

Por outro lado, a área de comunidades eu era cético e acreditava ser coisa de novatos e algo para se fazer no tempo livre e que eu nunca faria nada sem receber. GRANDE ENGANO !!!!!!!

Descobri nestes últimos 2 anos que comunidades são mais fortes do que partidos políticos, que ultrapassam barreiras linguísticas e geográficas, que mobilizam centenas de profissionais.

Posso agradecer a pessoas pelos seus nomes, mas tenho certeza que com a minha memória de peixe para nomes vou esquecer e ser injusto com alguns. Então agradeço ao pessoal do DPE da Microsoft, ao pessoal que organizou o HCL que foi meu primeiro evento voluntário voltado a comunidades e aos que organizaram e apresentaram comigo os eventos por webcast.

Espero poder corresponder ao que esperam de alguém que recebe o titulo de MVP e me coloco a disposição a esta mesma comunidade que me ajudou a receber este titulo.

Posted: out 01 2010, 13:44 by msincic | Comentários (8) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Comunidades | MVP

Começando um novo ano de trabalho e balanço de 2009

Estou iniciando hoje um novo ano de trabalho, e gostaria de agradecer a todos que de alguma forma me ajudaram.

Não vou citar pessoas por nome, correria o risco de esquecer alguem Wink, mas gostaria de citar o que me aconteceu de mais importante:

E 2010 já irei começar apresentando um webcast no dia 16/01 com o Alexandre Lopes, Vitor Fava, Laerte Jr, Thiago Zavaschi, Agnaldo Diogo e Roberto Fonseca. Não deixe de ver: http://msevents.microsoft.com/CUI/WebCastEventDetails.aspx?EventID=1032438978&EventCategory=4&culture=en-US&CountryCode=US

Posted: jan 03 2010, 23:43 by msincic | Comentários (2) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Comunidades | Outros
Login
Marcelo de Moraes Sincic | Software Asset Management (SAM)–Convertendo Licenciamento para Azure
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Tags

Software Asset Management (SAM)–Convertendo Licenciamento para Azure

Este tópico é relevante no momento em que estamos de migração para Cloud Publica em muitas empresas.

Dando continuidade a série sobre SAM, vamos pular alguns outros tópicos e dar atenção a Azure. Para ver a lista de assuntos que já abordamos acesse http://www.marcelosincic.com.br/post/Software-Asset-Management-(SAM)-com-System-Center-Configuration-Manager.aspx

Atualização: Conheça o Reserved Instance no artigo http://www.marcelosincic.com.br/post/Reducao-de-Custos-com-Azure-Reserved-Instance.aspx

1 – Utilizando o Licenciamento Normal para VMs Windows (SPLA)

Ao criar maquinas virtuais no Azure já é possivel definir que o sistema operacional é Windows e pagar o licenciamento embutido como parte do serviço.

Esse modelo de licenciamento é chamado de SPLA e permite a um provedor (não existe apenas no Azure) licenciar VMs como serviços faturado ao invés do cliente comprar a licença perpétua como acontece em ambientes on-premisse.

O custo desse licenciamento é medido por comparar valores de VMs iguais com Windows e Linux em https://azure.microsoft.com/pt-br/pricing/details/virtual-machines/linux/ e https://azure.microsoft.com/pt-br/pricing/details/virtual-machines/windows/

No dia que montei esse post o valor hora de uma VM D2 v2 Linux é de U$ 0,159 e a mesma VM com Windows U$ 0,251. Ou seja uma diferença de 43% no preço da VM.

Por essa diferença de preço que temos opções de usar outras formas de licenciamento que falaremos a seguir.

2 – Utilizando AHUB (Azure Hybrid Use Benefit)

O AHUB nada mais é do que usar a sua licença já comprada em contrato com Software Assurance (SA) no Azure e assim não pagar o licenciamento SPLA.

Note porem que sua licença deve ter SA contratado, ou seja o direito de atualização e virtualização. Se não conhece o SA veja o post http://marcelosincic.com.br/post/Software-Asset-Management-(SAM)-com-System-Center-Configuration-Manager-Windows-Desktop.aspx onde temos um tópico sobre isso.

No caso de usar o AHUB a diferença de preço calculada no item anterior não existe, já que o licenciamento passa a ser feito em contratação em Enterprise Agreement, MPSA ou mesmo OPEN. O tipo de contrato depende do valor e é adquirido junto a um parceiro de licenciamento Microsoft (LSP).

image

A Microsoft já disponibiliza os templates para VMs AHUB mas tambem é possivel usar PowerShell com o parametro –licencetype. No caso se usar o portal, basta criar a VM informando isso:

image

Porém é importante ressaltar que o AHUB é uma maquina Windows criada com a camada de preço do Linux e não é possivel fazer a alteração pelo portal. Ou seja, será necessário recriar a VM caso ela já exista no modelo normal.

Claro que existem formas mais fáceis:

  1. Deleta a VM, mas não delete o disco
  2. Crie uma nova VM como AHUB
  3. Anexe o disco da VM que foi deletada

3 – Utilizando CPP (Compute Pre-Purchase)

O CPP é um velho conhecido de quem usa AWS, com o nome de RI (Reserved Instance), mas com uma diferença. Veja o link a seguir, mas ele não tem muitos detalhes: https://azure.microsoft.com/pt-br/overview/azure-for-microsoft-software/faq/

Enquanto no AWS o cliente compra uma VM de determinado tipo/camada, no CPP do Azure o cliente compra horas de computação de determinado tipo/camada de VM, seguindo algumas regras:

  • Equivalem a compra de 744 horas de um deterninado tipo de VM
  • São compradas por 12 meses independente do aniversário do contrato (não tem pró-rata)
  • Não são vinculadas a uma VM especifica, funciona como um abatimento nas horas totais
  • Não podem ser utilizadas ou realocadas para outros tipos de VM como se fosse proporcional
  • É paga upfront, ou seja o valor de 12 meses

A redução de custo é significativa, mas o valor depende do tipo de contrato que o cliente possui e o nivel de desconto, em alguns casos chega a 60% para clientes EA.

Para entender o cáculo, vamos usar uma tabela simples de custo HIPOTÉTICO:

VM Quantidade Horas Total Valor Normal Comprado em CPP Pago em Commitment Economia
D2 v2 5 3200 3200 horas a U$ 0,251

U$ 803,20
3 VMs equivalente a 2.232 horas a U$0,16

U$ 357,12
Saldo de 968 horas

U$ 242,96
U$ 203,12

Mais uma vez é importante ressaltar que essas VMs não podem ser atribuidas a outro tipo, o CPP cobre por 12 meses 744 horas mensais de um deterninado tipo de VM.

Porem, alguns clientes utilizam o CPP para upgrade uma vez que a redução de custo permite com o mesmo valor já provisionado para Azure subir de 2 a 3 camadas as VMs já existentes!

4 – Utilizando CPP + AHUB

É possivel combinar o CPP com AHUB?     SIM!!!

Levando em conta que o cálculo acima do CPP foi hipotético, usamos o valor referencia de U$ 0,251 para VMs Windows no CPP com valor de U$ 0,16, ou seja uma VM com o licenciamento Windows SPLA.

Se juntar o desconto que o AHUB proporcional, você poderá comprar VMs Linux e usar o licenciamento que já possui em contrato, como exemplo o valor da mesma VM D2 v2 de U$ 0,159 Linux cairia para U$ 0,12 com Windows utilizando o licenciamento existente.

 

CONCLUSÃO

Com o CPP você pode economizar de 25 a 60% sem ter que fazer nenhum esforço, e com o AHUB você pode criar VMs muito mais em conta utilizando o contrato existente com Windows.

Claro que o CPP é muito mais atrativo, uma vez que ele não exige mudança no template da VM, mas tanto o AHUB quanto o CPP precisam ser incluidos em contratos de licenciamento.

Agora divirta-se, consulte seu parceiro de licenciamento e veja quanto poderá economizar com estas duas opções de licenças!!!

Posted: jul 18 2017, 15:48 by msincic | Comentários (2) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Comentários (2) -

Elisa Quadros said:

Muito bom artigo Sincic! Já estão disponíveis várias VMS CPP no Datacenter do Brasil.

# julho 18 2017, 23:55

Marcelo Sincic said:

SIM !!!!!!

# julho 19 2017, 03:15

Pingbacks and trackbacks (2)+

Os comentários estão fechados
Login