MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews The process cannot access the file 'D:\home\site\wwwroot\Visitas2.xml' because it is being used by another process.
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Free ebook: Programming Windows Phone 7

Hoje foi liberado o pdf do livro acima com os primeiros 11 capitulos que abordam como desenvolver, utilizar sensores, XAML (WPF/SilverLight) (http://blogs.msdn.com/b/microsoft_press/archive/2010/08/02/free-ebook-petzold-s-programming-windows-phone-7-special-excerpt-2.aspx). Quando o livro for terminado será disponibilizado gratuitamente no blog da MSPress. Importante: Alem dos 11 capitulos agora disponiveis ao lado tem o link para baixar as aplicações de exemplo !!!!

Eu utilizo Windows Mobile desde que ainda se chamava Windows CE. Meu primeiro equipamento foi o iPAQ da Compaq que vinha com Windows CE 3.0, tela sensivel ao toque. Utilizei o Gradiente Partner que na época foi o primeiro telefone no Brasil com Windows CE, era bizarro. e dai por diante entre um telefone e outro sempre mantive aparelhos com Windows CE, Phone Edition e o atual Windows Mobile. O aparelho que uso hoje é um LG Incite com Windows Mobile 6.5.

Mas muitos já me perguntaram o que acho do Windows Phone 7. Sinceramente não tenho muito o que achar, me pareceu um SO igual aos outros que estão no mercado hoje como o Symbian, o iPhone e o Android. Um SO com limitações de aplicações simultaneas e com interface para iniciantes.

O motivo de eu sempre ter utilizado telefones com Windows CE/Mobile é que eu desenvolvo o que quero com eles. Por exemplo, tenho um software para controlar conta corrente e sincronizo todos os dados com o celular utilizando XML. Se quero saber o saldo do meu cartão de credito, uma conta agendada ou outra informação posso abrir o aplicativo no meu celular e fazer pesquisa nos dados. Com o Windows Phone 7 todo este processo ainda estava nebuloso na minha cabeça, ainda não conseguia enxergar claramente como ficaria o desenvolvimento de aplicações.

Bem, este livro foi particularmente esclarecedor porque ao olhar os exemplos de código ficou mais fácil entender como será o desenvolvimento, apesar de que ainda não posso fazer muitas coisas antes de ter um aparelho desse nas mãos. Simuladores são interessantes para desenvolver, mas muito ruins para conhecer a usabilidade e as interfaces gráficas.

É isso ai, agora é esperar aparecer alguns no mercado e brincar um pouco com este novo SO da Microsoft.

Posted: ago 03 2010, 11:26 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Outros | Windows Mobile

Office 2010 e Windows Mobile Device Center (WMDC)

Ontem instalei o Office 2010 na minha máquina, e claro baixei a versão x64 (64 bits) já que o meu Windows 7 é 64 bits.

Porem, ontem a noite não conseguia sincronizar o meu telefone Windows Mobile com o Outlook e recebia o erro:

"Either these is no default mail client or the current mail client cannot fulfill the messaging request. Please run Microsoft Office Outlook and set it as the default mail client."

Tentei de tudo, reinstalei o Office, o WMDC, verifiquei o Event Viewer e nada. Até que resolvi usar o Debug do Visual Studio 2008 e descobri que o WMDC faz uma chamada em 32 bits para uma biblioteca de nome MAPI.dll, que no caso do Office 2010 64 bits não existe uma segunda versão 32 bits.

Solução: Desinstale o Office 2010 64 bits e instale a versão 32 bits. Não adianta reclamar, depois de achar o problema consultei o log de erros no site Microsoft Connect e vi que este problema não é do Office e sim do WMDC que não tem versão com chamada de API 64 bits.

Posted: jul 31 2010, 16:27 by msincic | Comentários (5) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Office

PPTs e links do TechNet Webcast: Migração de Windows SharePoint Services 3.0 para SharePoint Foundation 2010

Junto com o André Lima realizamos o webcast da semana de migração do Microsoft TechNet.

Conforme prometido segue o pps da apresentação e os links de referencia:

PPT da apresentação: Webcast Migracao SF2010.pps (3,09 mb)

Links:

•Guia de Migração – http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc303309.aspx

•Novidades do Sharepoint 2010 – http://technet.microsoft.com/pt-br/sharepoint/ee518670.aspx

•TechNet Magazine: Prepare-se para migrar – http://technet.microsoft.com/pt-br/magazine/ff770990.aspx

•Palestrantes: – www.marcelosincic.com.br (twitter.com/marcelosincic) e andrealveslima.spaces.live.com (twitter.com/andrealveslima)

Para baixar o webcast acesse o link: http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/TechNet-Webcast-Migracao-de-Windows-SharePoint-Services-30-para-SharePoint-Foundation-2010-em-29-de-Julho-as-1200.aspx

Posted: jul 29 2010, 14:23 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Sharepoint

TechNet Webcast: Migração de Windows SharePoint Services 3.0 para SharePoint Foundation 2010 em 29 de Julho as 12:00

Já realizado, use o link abaixo para baixar ou assistir o webcast gravado. No post PPTs e links do TechNet Webcast- Migração de Windows SharePoint Services 3.0 para SharePoint Foundation vc poderá acessar o ppt e os links citados no webcast.

Na quinta dia 29/07/2010 estarei junto com o André Lima (http://andrealveslima.spaces.live.com) apresentando o webcast da semana de migração, e a nosso cargo está o de WSS 3.0 para o Sharepoint Foundation 2010.

Nossa idéia será iniciar com um overview das novas funcionalidades e demonstrar um site em WSS 3.0 com blog, wiki e team site criados e como a migração in-place foi realizada.

Não poderemos demonstrar em um webcast por limitações óbvias, mas aboraremos como fazer a migração em farms.

Link para baixar ou assistir a versão gravada: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032456610&culture=en-US

TechNet Webcast: Migração de Windows SharePoint Services 3.0 para SharePoint Foundation 2010

TechNet Webcast: Migração de Windows SharePoint Services 3.0 para SharePoint Foundation 2010

Idioma(s): Português.

Produto(s): Outros.

Público(s): Generalista de TI.

Duração: 60 Minutos

Data de Início: quinta-feira, 29 de julho de 2010 12:00 Brasília

Visão Geral do Evento
Veja neste webcast como fazer o upgrade das funcionalidades que você criou no Windows SharePoint Services 3.0 para o SharePoint Foundation 2010.

Posted: jul 26 2010, 13:31 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Sharepoint

System Center Configuration Manager 2012 - Parte III

Veja a parte I: http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/System-Center-Configuration-Manager-vNext-Parte-I.aspx
Veja a parte II: http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/System-Center-Configuration-Manager-vNext-Parte-II.aspx

Neste terceiro post das novidades do ConfigMgr vNext vou abordar as novas funcionalidades referentes ao grupo de operações “Monitoring”.

A imagem abaixo mostra como foi organizado esta árvore com os alertas de estados gerados pelas situações do servidor e pacotes, como já havia no SCCM 2007. Em Queries é possivel montar as consultas a dados que os administradores utilizam para procurar dados ou máquinas especificas, gerar listas ou base para coleções.

Reporting são as coleções de relatórios que no vNext ficam todos no SQL Server Reporting Services, diferente das versões anteriores que mantinham tanto relatórios no SQL RS quanto no formato proprietário. Essa mudança foi gradual, já que os novos relatórios no R3 precisavam ser instalados a parte e só funcionavam com o SQL RS (Instalando os relatórios da feature Power Management do SCCM R3).

Vamos a algumas novas telas que possuem funcionalidades bem interessantes. A primeira delas é a tela abaixo onde podemos ver a estrutura do Site. Notem que o dashboard mostra os servidores e ao parar o mouse sobre um deles é possivel ver a situação dele e ter acesso a configurações. Essa é uma funcionalidade bem interessante e prática para os administradores de multiplos sites com hierarquias complexas e diversos servidores.

Site

Site Status

Outra interessante funcionalidade é a monitoração do status dos clientes. Note que na primeira parte abaixo o dashboard mostra como está a “saúde” dos clientes, indicando em um gráfico e com dados quantas estações estão com problemas ou falhas. Também destaca-se no dashboard os links para “Client Status Settings” facilitando a configuração dos dashboards.

Note também a presença dos links que permitem detalhes de ocorrencias, como mostrado nas duas imagens abaixo.

Client Status-1

Client Status-2

Similarmente o dashboard de atividade dos clientes irá facilitar a visualização de clientes que demoram a se reportar e entram em estado de inatividade. Veja mais um vez que os dados são mostrados de forma simples de serem visualizados e com detalhamento por grupo de computadores.

E na segunda imagem com as trends é possivel ver em um elegante gráfico de barras quantos clientes se comunicaram em um prazo especifico, permitindo com isso verificar também como anda o tráfego de dados entre servidor e cliente.

Client Activity-1Client Activity-2

No próximo post irei detalhar as novidades de “Asset and Compliance”.

Posted: jul 16 2010, 11:02 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login
Marcelo de Moraes Sincic | All posts tagged 'microsoft azure remoteapp'
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2019: 3432047
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Microsoft Azure RemoteApp

Recentemente a Microsoft anunciou o lançamento deste serviço, chamado de RemoteApp.

Introdução ao RemoteApp

O RemoteApp é um serviço para permitir a execução de aplicações instaladas no Azure sejam executadas em máquinas Windows, Mac, iPad, iPhone e Android.

É a mesma coisa que o Remote Desktop Services (RDS) do Windows Server 2012?

Basicamente sim na utilização pelo usuário final, mas difere no funcionamento comparado ao Remote Desktop Services disponivel no Windows Server 2012.

No RDS publicamos as aplicações nos servidores Windows e definimos os atalhos destas aplicações baseadas no farm de servidores RDS que foram criados. É baseado nas aplicações que rodam no servidor, criando instâncias das aplicações. Só é possivel publicar aplicações que estejam instaladas em todo o farm.

No Azure RemoteApp fazemos o upload de uma maquina virtual criada no Hyper-V para o Azure e o sistema apresenta as aplicações disponiveis nesta VM para serem oferecidas ao cliente. As instâncias que o usuário funcionam no modelo de auto-provisionamento, onde a VM é criada conforme a necessidade de novas execuções. Alem disso, cada VM pode conter diferentes aplicações e o Azure é o responsável por iniciar a VM correspondente aquela aplicação solicitada pelo usuário.

Criando Serviço RemoteApp

Como o RemoteApp ainda é Preview, é necessário solicitar acesso a ele pelo portal do Azure, que pode demorar até uma semana para ser concedido. Após receber o email liberando o uso, podemos ver o serviço no painel.

Importante lembrar que no periodo de Preview o uso é gratuito, mas após a disponibilização pública ou GA (Global Availability) passa a ter um custo utilizar este serviço.

No painel do Microsoft Azure será possivel ver o RemoteApp e criar serviços:

RemoteApp (1)

Para criar o serviço, basta utilizar o botão “New” do Azure e criar uma instância. No meu exemplo utilizei a VM já padronizada com Office 2013 que o Azure dispõe como padrão, mas veja que no menu do serviço acima temos a opção “Template Images” onde podemos colocar as nossas aplicações customizadas, bastando utilizar o Windows Server 2012 R2 com SysPrep.

Após criar a instância do serviço, o passo seguinte é definirmos os acessos. Se o seu ambiente possui o Azure AD poderá utilizar os usuários do Dominio, se não houver a integração podemos usar diretamente as Microsoft Accounts como o exemplo abaixo:

RemoteApp (2)

Após definir o acesso e criar o serviço definimos quais aplicações serão disponibilizadas. Esse processo pode ser feito apresentando as aplicações pelo caminho na VM ou pelo Menu Iniciar, como o exemplo abaixo:

RemoteApp (3)

RemoteApp (4)

Terminado isso, as aplicações estão publicadas e já é possivel abrir com o cliente RDP especifico do Azure RemoteApp.

Utilizando as Aplicações no Windows

Entre no site https://www.remoteapp.windowsazure.com e instalar o cliente RDP da Microsoft, como pode ser visto abaixo:

RemoteApp (5)

Ao instalar o cliente já podemos ver as aplicações publicadas e utilizá-las, o que é muito fácil e rápido uma vez que está vinculado ao seu usuário no RemoteApp:

RemoteApp (6)

RemoteApp (7)

Veja no exemplo acima que o Excel tem o ícone com o simbolo do RDS, indicando que se trata de uma aplicação remota. Mas para o usuário, nada muda e toda a execução é transparente.

Utilizando o Azure RemoteApp no iPad

O passo seguinte é abrir em um dispositivo não-Windows. Utilizei neste caso o iPad.

Para iniciar bastou entrar no site e pedir para instalar o cliente RDP que automaticamente abriu a Apple Store:

iPad (1)iPad (2)

Ao abrir o cliente Microsoft RDP no iPad utilize o “Add Microsoft RemoteApp” que já está disponivel nesta versão do cliente para incluir o Microsoft Account vinculado no RemoteApp, digitar os dados de acesso e aceitar o invite apresentado:

iPad (3)iPad (4)

Automaticamente as aplicações publicadas já estão disponiveis para uso, de forma muito prática:

iPad (5)

Ao clicar na aplicação desejada o cliente RDP irá fazer o login no Azure e instanciar a aplicação selecionada de forma dinâmica:

iPad (6)

E a mágica acontece! O Excel está aberto na tela do iPad com recursos completos e possibilitando trabalho remoto:

iPad (7)

Dúvidas Adicionais

É possivel usar o RemoteApp para abrir aplicações na minha estação local ou device (iOS e Android)?

Não, o RemoteApp não tem acesso aos recursos locais da maquina ou device. Porem, ele utliza como padrão para salvamento o OneDrive que permite a troca do arquivo com a sincronização padrão e possui cliente para os devices suportados.

Posso administrar remotamente as sessões como no RDS?

Sim, no console do Microsoft Azure é possivel enviar uma mensagem para o usuário, encerrar a sessão ou desconectar todos ou um unico usuário selecionado:

RemoteApp (8)

É complexo o processo para publicar as minhas próprias aplicações?

Não, é bem simples. Crie uma VM no Windows Server 2012 R2 (utilizando Gen1 com VHD, o Azure não suporte VHDX), instale as aplicações e execute o SysPrep. Depois disso na opção do console do RemoteApp utilize a opção “Template Images” para fazer o upload do VHD.

É possivel integrar o RemoteApp em um farm RDS ou no meu ambiente de rede local?

Sim, porem este processo é complexo e necessita que seja criado um gateway virtual que aponta o RemoteApp para o seu ambiente com IP Público. Para fazer este processo consulte a documentação disponivel no site do Microsoft Azure, que por se tratar de um Preview ainda não é extensa e simples de ser consultado passo-a-passo.

Login